10 julho, 2018

Durante as refeições, que ele comia no seu escritório, invadiam-no pensamentos importantes. Geralmente era incapaz de dizer o que acabava de  levar à boca. Reservemos a consciência para as ideias importantes que se alimentam dela: é-lhes indispensável. Sem consciência são inconcebíveis. Mastigar e digerir, pelo contrário, são funções autónomas. Elias Canetti, Auto de Fé.


Sim, compreendo, embora não concorde uma vez que comer é para mim assunto de alguma importância. Depois, trata-se de um dualismo errado: o que não falta por aí são processos mentais, cuja mastigação e digestão é tão autónoma e mecânica como a mais básica das funções vitais.