31 outubro, 2017

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Diz Pedro Domingos, especialista em Inteligência Artificial, que "o problema dos algoritmos não é tornarem-se demasiado inteligentes e tomarem conta do mundo, é que já tomaram conta do mundo e são demasiado estúpidos". De certo modo, é isto que também acontece com políticos demasiado fixados nas suas ideologias e convicções, sobretudo em ditaduras mas também possível em democracia. Um político refém da sua ideologia torna a sua acção tão cega e mecânica como a acção de um computador ou de um robot programado para agir de um certo modo, isto é, marcada por uma inteligência meramente funcional, o mesmo é dizer, pela estupidez. Estupidez que, na história, já apresenta um enorme rasto de devastação social e humana, havendo todas as razões para acreditarmos que irá continuar a apresentar. A estupidez não é um acidente na natureza humana. Parafraseando o grande La Rochefoucauld, será mesmo o processo mais natural da inteligência prestar homenagem ao vício.