11 janeiro, 2017

A PELE DE CHAGRIN

Antonio de Pereda | Vanitas-O Sonho do Cavaleiro

Há um mundo que morre sempre que morre uma pessoa. Por isso, quanto mais uma pessoa viver, mais mundo morrerá.  Pelo contrário, se for uma pessoa com pouco mundo, será pouco o mundo que morre quando a pessoa morrer. Quase dá vontade de desejar que haja pouco mundo durante a vida para que não se tenha de lamentar a morte de tanto mundo. Felizmente, não faltam candidatos.