29 março, 2016

HORA SEM MUDANÇA

Béla Tarr | O Cavalo de Turim [fotograma]


Há um filme no qual uma freira cheia de certezas começa a chorar quando finalmente chegou a sua dramática hora de duvidar. Eu, criatura cheia de dúvidas, iria chorar se chegasse a minha dramática hora de ter certezas. Muito antes disso chegará o dia ao fim e a luz apagar-se-á. Da verdade estarei sempre a salvo.