16 julho, 2014

INTRODUÇÃO AO IDEALISMO ALEMÃO


O jovem aproxima-se do miradouro já de telemóvel na mão. Encosta-se ao muro e começa de imediato a tirar fotografias. Percebe-se que mais importante do que ver o objecto, é ver-se enquanto sujeito que vê o objecto. Ver, é ver-se a ver, sendo o gadget simultaneamente um óculo virado para o mundo e um espelho virado para si próprio. Mais do que estar a ver a paisagem, ele está a ver-se a ver a paisagem pois o que mais quer é mostrar-se a ver a paisagem que apenas existe como meio para desvelar e impor a existência de quem finge vê-la.