27 junho, 2013

ETERNO RETORNO

Sally Mann

Estive a vigiar (que raio de palavra, já agora, só me faltou punir) o exame de Matemática do 9ºano. Entretanto, reparo que no sítio onde os alunos deixam as mochilas, havia várias malas de senhora. Quando as vi senti uma certa confusão mental  pois o chão da sala de aula parecia estar de repente transformado na mesa grande da sala de professores.
Não deixa de ser irónico ver fedelhas de 15 anos com malinhas de senhora. Daqui a 20 ou 30 anos, quando estiverem no primeiro ou segundo divórcio ou na centésima relação falhada, quando andarem alucinadas com o trabalho ou o desemprego, correndo à pressa com os filhos da explicação de matemática para a natação para depois se atirarem de cabeça para a cozinha, tudo isto bem condimentado com ansiolíticos e anti-depressivos, irão ter saudades do tempo em que apenas andavam de mochila.