09 maio, 2013

FIAT LUX

Jacques Henri Lartigue

Muito interessante esta capa da revista Lux que saiu hoje. Alguém imagina, nos anos 60 ou 70, uma capa da Crónica Feminina na qual uma mulher expressasse o desejo de ter um casamento para toda a vida? Bastam duas capas de revista para compreender a diferença de mentalidades e de uma prática social como é o casamento num curto espaço de tempo. 
Eu bem sei por que razão acredito que podemos perceber melhor a história do século XIX através de  um romance como Guerra e Paz ou o início da I Guerra Mundial através de um romance como os Thibault. Sei-o do mesmo que sei que se um historiador em 2070 quiser compreender a evolução histórica entre 1960 e 2013, fá-lo-á melhor tendo à sua frente arquivos do Correio da Manhã ou da revista Lux em vez de gráficos, ainda que baseados em estudos empíricos, ou profundas análises históricas ou sociológicas da época a que se reporta tal pesquisa histórica. A vida é um romance e é nesse registo, seja mais real, seja mais ficcionado, que a vida será melhor entendida.