07 maio, 2013

COLE PORTER EM TRÁS-OS-MONTES

Gérard Fourel

Soubesse este homem falar inglês e poderia estar a dizer Let's do it
Why not? Lagartos do it, sapos do it, joaninhas do it, pulgas do it, galinhas do it, pássaros do it, chimpazés do it, cangurus do it, abelhas do it, alforrecas do it, as formigas do it, até o raio das traças do it, fora os finlandeses, os lituanos os letões e os holandeses na velha Amsterdão. Todos o fazem. Por que haveriam os humanos de ser diferentes? Ela, apesar de se desviar, também não parece propriamente chocada com o olhar e expressão vulpina do macho. Ri. Deve estar calor, deve ser Primavera ou Verão e a natureza no seu esplendor. 
A Inglaterra teve o seu sonho de uma noite de Verão com o vade de Stratford, a América teve a sua comédia sexual numa noite de verão com o judeu de Nova Iorque, a Suécia teve os seus sorrisos de uma noite de verão com o protestante que gostava de mulheres.
O cinema não abunda muito em Portugal mas esta fotografia de Fourel acaba por colocar Trás-os-Montes na rota do amor. E apesar da América estar longe, muito longe desta aldeia transmontana, o som que mais se ouve aqui é o de alguém que canta, vindo do outro lado do Atlântico, Let's do it, let's fall in love.