02 dezembro, 2011

GONÇALO M. TAVARES - UMA VIAGEM À ÍNDIA (IV)


Ratos, sapos, pássaros, minhocas, doninhas
a baleia, cabras de chifres diversos, até aracnídeos,
tudo é bicharada que adormece. Presidente,
carpinteiro, santo supérfluo, criminoso necessário,
carteiro coxo, corredor de automóveis, paralíticos,
multidões em fúria, tudo, quando vestido pelo pijama do cansaço, adormece.
Até, vejam bem, homens e mulheres apaixonados;
facto que constitui ostensivo desperdício.

Canto II, 61