10 maio, 2011

OS PORTUGUESES TAMBÉM SE ABATEM


                                                                                                                     
                                                                                                                        

Sempre que vejo o engenheiro a discursar, a representar, a rir, orgulhoso pelo que conseguiu fazer pela pátria, sempre que vejo um dirigente ou um simples militante socialista, defendendo o querido líder, sempre que me lembro que esta gente pode voltar a ganhar eleições, sempre que estremeço com o Portugal que vota PS, penso na "Neue Sachlichkeit", sobretudo em Otto Dix (autor de todos os quadros aqui reproduzidos).
Há qualquer coisa neste Portugal socrático que me faz lembrar a alegria nauseabunda dos anos 20 ressacados pelo pós-guerra, uma elegância que se exibe com o mesmo orgulho com o que o amarelado pus sai de uma ferida. Podemos ver clubes de jazz, casinos, cafés, casas de putas mas o cheiro do clorofórmio não pode iludir o ar infecto.
O engenheiro, contrariamente, ao que pode sugerir, não é um psicopata, um mitómano. O engenheiro é simplesmente um sacana, um chico-esperto que precisa de alimentar o seu clube nocturno nem que seja à custa da nossa sífilis disfarçada pelo som estonteante do jazz e do colorido das lantejoulas.
O engenheiro fala e ri como se vomitasse. E nós aplaudimos, cheios de vontade de tapar o nariz com um das mãos, mas sem parar de aplaudir.
A pintura de Otto Dix, uma pintura que mostra a ressaca do pós-guerra, parece ao mesmo tempo a antecipar a outra que haveria de chegar poucos anos depois. Também no Portugal de Sócrates a dança macabra parece nunca acabar. Ainda vamos precisar de um bom realizador para nos mostrar que os portugueses também se abatem enquanto a música continua a tocar.

4 comentários:

estela disse...

Apesar de ser uma boa conparação, entristece-me ver o engenheiro ligado, nem que seja pelo lado nauseabundo, ao maravilhoso Otto Dix.
Há um sarcasmo enorme nos quadros, que o povo português ainda não domina ;)

jrd disse...

Sócrates e os seus sequazes funâmbulos.
They shoot us, don't they!?

Fred disse...

Anda tudo mas é na ressaca!


Um abraço!

josé manuel chorão disse...

Por isso é que eu digo que, mais do que mudar de políticos, este país precisa é de mudar de povo.