04 abril, 2011

O ESTÁDIO DAS LUZES


Desde que me conheço que sou benfiquista. Por isso sinto vergonha pelo que aconteceu ontem no meu estádio. Gostaria que o Benfica tivesse sido campeão? Gostaria. Fiquei triste por não o ter sido? Fiquei. Mas o Benfica é um clube demasiado grande para poder cair em comportamentos ridículos, absurdos, irracionais.
O Porto é um justo vencedor. Um justo vencedor e um clube de uma cidade maravilhosa e de gente maravilhosa. E os adeptos do Benfica deviam ter ficado nas bancadas para aplaudir a melhor equipa do campeonato.
As luzes do Estádio da Luz devem estar sempre acesas para afastar as trevas que nos invadem sempre que a razão adormece.

11 comentários:

estela disse...

Concordo. Além de não ter sido desportivismo foi um toque de absoluta miséria moral. Aas a tua última frase devia ser estendida aos estádios todos do país, às luzes das ruas, aos candeeiros de cada casa, de cada lar português. Mais razão, menos sono!

e aqui te deixo um link, very britisch, de como se serve o vencedor ;)
http://www.youtube.com/watch?v=HeGdc_kUXRc

joão l.henrique disse...

Excelente Post.

Não posso estar mais de acordo.

ANA disse...

concordo plenamente. Tambem fiquei triste com o mau perder de alguns
(muitos) benfiquistas.

m.a.g. disse...

Ontem fiquei triste e envergonhada. Enquanto este grande clube continuar a ser dirigido por um grunho será assim. Este ressabiamento e mau- perder apenas nos coloca no mesmo patamar daqueles que este saloio labrego critica. Penso no meu pai que se fosse vivo ficaria desoladíssimo com tudo isto.
O Porto foi sem dúvida melhor esta época, apesar de tudo o que "o rodeia".

josé manuel chorão disse...

Sou Benfiquista e tenho vergonha dos homens pequeninos que dirigem o meu clube. Mostraram que não estão à altura de um clube com uma dimensão tão grande como o Benfica.
Eu felicitaria a equipa adversária (afinal de contas, souberam ser superiores). Eles apagaram as luzes.
É demasiado mesquinho, demasiado infantil...
Para estar à frente de um clube como o Glorioso, não basta saber vender pneus, é preciso saber ser um Homem, nos bons e nos maus momentos. E isso requer honra, dignidade. Coisa que Pinto da Costa nunca teve. E Filipe Vieira tambem não. É pena.

Fred disse...

Eu digo mesmo que como benfiquista, fiquei contente por o Porto ter ganho ontem o jogo!

E porquê?

Passo a explicar: foi o justo vencedor do jogo, sem dúvida, o Benfica não estava a ter grande rendimento, para além de não conseguir também ter mais sorte em certas jogadas!

Se gostava que o Benfica tivesse ganho o jogo? É óbvio que sim, mas por vezes as coisas correm de maneira diferente daquilo que queremos.

Um abraço!

jrd disse...

Se o Nosso Benfica fosse dos Benfiquista e não dos arrivistas e oportunistas, nada do que aconteceu se teria passado.

Sedentário disse...

Legal o seu pensamento. Queria que os torcedores aqui no Brasil agissem da mesma forma. Não é por que o adversario se sagrou melhor que devemos desprezar ou embrutecer, temos que aplaudir por que mereceu, foi melhor, soube aproveitar melhor. Gostei abraços!

marteodora disse...

Parabéns pelo post. As grandes pessoas pensam e dizem coisas destas; admiráveis. Palavra de Sportinguista!

O Puma disse...

De acordo

jlf disse...

Assim, sem paixões cegas, é melhor.
jl

(Mas não resisto à provocação: o Sporting C. Portugal é, de facto, um clube de grande dimensão... Até porque não tem um nome de bairro - Benfica)
jl