08 março, 2011

VERDADE

Esta capa, tirada daqui é de um livro de propaganda da Alemanha nazi em Portugal. Eu cá sei por que razão quase estremeço sempre que alguém me quer impingir a Verdade. Seja ela qual for. Não é que eu goste da mentira. Mas rir da verdade é sempre um bom princípio para nos protegermos dela.

11 comentários:

marta disse...

Acabei neste preciso momento de escrever sobre 'isso'. A descrição de um dia há 14 anos atrás, em que sentada numa mesa de café com duas ouvintes filósofas de olhos esbugalhados, dizia lacónica e vigorosamente, entre outras, a seguinte frase: «A verdade? Eu não quero saber da verdade para nada!»

Ana Paula Sena disse...

Lá isso é! :) Eu faço por também me proteger...

Rita TSBGC disse...

A Verdade é uma entidade efémera.
A verdade é condicionada por cronos topos e ethos e por uma quantidade infinda de nós laços e engulhos de cada um.
As verdades e as questões sobre a verdade, essas sim são fundamentais na arquitectura individual e colectiva.

jrd disse...

A verdade é a mentira antes de esta ser descoberta.

O Puma disse...

Cuidado

hoje vai tomar posse

o coiso

Anónimo disse...

Não sei o que é A verdade.
Portanto... não digo mais nada.
josé manuel chorão

estela disse...

a verdade é um fenómeno puro.
eu não desisto dela.

José Trincão Marques disse...

http://www.citador.pt/pensar.php?op=10&refid=200912191600&author=21133

Anónimo disse...

A verdade é condicionada pela mente que a captura. Nem mesmo a verdade factual se pode considerar uma verdade, dado que está sempre sujeita a alterações, actualizações...A verdade de cada um é bela, toldada por nuances de querer ser a verdade das verdades.A verdade nunca se deixa apanhar...

Carla Teixeira disse...

Se a verdade não vem até mim, invento-a. Correr atrás dela, é que não...
O sonho acaba, quando começa a verdade.
Não me importo de viver na ignorância, se for feliz!

Fred disse...

As verdades não se impingem as verdades atingem-se!


Um abraço!