12 outubro, 2010

PAVESE REVISITADO

                                                                     Henri Cartier-Bresson

Os portugueses são o terceiro povo mais infeliz da Europa.

Assim se explica por que razão muitos portugueses que fogem da pátria, mais cedo ou mais tarde, sentem a necessidade de cá voltar. É que a ser verdade que nunca se deve voltar a um sítio onde se foi feliz, voltar àquele onde se foi infeliz não representa qualquer perigo.  

6 comentários:

jrd disse...

Metaforicamente falando, poderemos estabelecer uma relação entre revisitar Pavese e voltar à pátria, já que, nos tempos que correm, o saudosismo poderá significar um ‘suicídio’…
Por outro lado, acho redutor, afirmar que muitos portugueses fogem da pátria. Diria antes que é a pátria madrasta que os põe fora.
E atrever-me-ia a acrescentar que, se o meu Amigo pudesse recuar 40 anos, creio que a conclusão que deu ao poste seria bem diferente.
Olhe que era muito perigoso. Ou se era…

josé manuel chorão disse...

Acho que mais que a questão da Pátria, o importante é a memória; à medida que envelhecemos, o lugar onde crescemos ganha mais importância e, ao sentirmos próximo o fim, sentimos um grande desejo de regressar ao ventre materno, materializado sob a forma do lugar em que nascemos.

m.a.g. disse...

Inevitavelmente triste, cultiva e carrega os "pecados" como se de um fado se tratasse.

Anónimo disse...

Reclamar sem razão, Deus castiga...Até mesmo os ateus.

Alice N. disse...

Já Saint-Exupéry chamou a Portugal "um paraíso triste". E continua triste este paraíso onde tragicamente Portugal encalhou.

Em Portugal, paraíso, paraíso, acho que só mesmo para os eleitos.

Arnaldo Marques disse...

Cesare Pavase é o meu irmão mais novo desde há um bom par de anos (Thékov é o mais velho), e folgo em ver um poste com o seu nome nos Ponteiros.
Voltar é mesmo o verbo, o verbo inicial, o verbo final, o verbo do meio,que sei eu?
Posso citar "A Lua e as Fogueiras"?: "Compreendi então o que significa não ter nascido num lugar, não o ter no sangue, não estar já meio sepultado ao lado dos velhos, tanto que uma simples mudança de cultivo não nos afecte."

Ser afectado por uma simples mudança de cultivo é Pavese, sim.