26 outubro, 2010

OFFICIVM NOVVM

Quando ouvi pela primeira fez Officium, no qual às vozes sumptuosas vozes do Hilliard Ensemble se juntava o saxofone de Jan Garbarek, pensei que era o que de melhor ouvira nos últimos tempos. Era como se ouvisse miríades de pequenos sons harmoniosos, metálicos, brancos, cristalinos, encorpados a percorrem lentamente os claustros vazios de um mosteiro milenar.

Voltaram com este Officium Novum, onde se juntam hinos arménios antigos, cantos bizantinos do séc.III, a ressonância da velha Rússia ortodoxa.Um luxo.

Aqui fica o belíssimo "Litany":



4 comentários:

jrd disse...

Fusão perfeita. Muito bom!

PR disse...

Jan Garbarek? afinal temos algo em comum!
Cumprimentos PR

Anónimo disse...

Sem a menor dúvida uma belíssima litania.
Quem tem bom gosto… não tem, felizmente, a menor dificuldade em o revelar. Que é o caso presente. (Infelizmente, o mesmo acontece na situação inversa).

Curiosamente, ainda hoje, mesmo nas pequeninas cidades, no Interior da Rússia, é frequente encontrarmos grupos fantásticos que nos transmitem toda a beleza dessa ressonância da velha Rússia ortodoxa. Geralmente em antiquíssimos templos.

Como não podia deixar de ser, gostei imenso da escolha.
jl

Helena Oneto disse...

Belíssimo!