20 outubro, 2010

HÁ LIVROS QUE NUNCA DEVERIAM SAIR DA MESA DE CABECEIRA


MEIOS PARA LEVAR QUALQUER HOMEM A QUALQUER COISA

É possível, pelos cuidados, as inquietações, os aborrecimentos, a acumulação de trabalho e pensamentos, fatigar e enfraquecer de tal modo um homem, seja ele qual for, que ele deixe de se opor a uma coisa que tem todo o aspecto de vir a degenerar em complicação, e finalmente lhe ceda;- eis o que sabem os diplomatas e as mulheres. Friederich Nietzsche, Humano, Demasiado Humano, §403


AS MULHERES NO ÓDIO

Em estado de ódio, as mulheres são mais perigosas que os homens; primeiro, porque não são travadas no decurso da sua hostilidade, uma vez desperta, por qualquer escrúpulo de equidade, antes deixam tranquilamente crescer o seu ódio até às últimas consequências; em seguida, porque se treinaram em encontrar os pontos fracos (que qualquer homem, qualquer partido apresenta) e a desferir contra eles os seus golpes: para o que lhes é excepcionalmente útil o seu espírito afiado como um punhal (enquanto que os homens, recuando ao verem as feridas, muitas vezes se tornam magnânimos e misericordiosos). Friederich Nietzsche, Humano, Demasiado Humano, §414

3 comentários:

josé manuel chorão disse...

É boa, não sabia que Nietzsche também tinha sido sujeito à avaliação de desempenho docente, mas a primeira frase prova-o. Percebe-se agora porque terminou a vida louco...

jrd disse...

As minhas limitações em Filosofia são evidentes.
Resta-me a poesia e Aragon: "La Femme est l'avenir de l'homme"

Sedentário disse...

E quando se passa por ECCE HOMO a cabeceira se manifesta por que quer de qualquer forma povoar esta grande obra e só retirando ASSIM FALOU ZARATUSTRA as demais obras são fantasticas.