17 outubro, 2010

ANIMAL (FREE) FARM

Ora aqui está uma notícia que poderá parecer estranha. Mas faz todo o sentido. Quando vemos algumas políticas liberais tratar os cidadãos europeus como se fossem animais, o que faz mesmo falta é uma mulher como BB na presidência.

8 comentários:

jrd disse...

Se calhar vai ter mais votos do que o seu mentor Le Pen.
Aliás, pode contar com os votos dos burros e dos porcos e também de alguns patos...

josé manuel chorão disse...

O nível de desenvolvimento ético de uma sociedade também se vê pelo modo como trata (ou maltrata) os seus animais.
É mais que tempo de olhar com mais respeito para os animais (merecem-me muito mais consideração que as bestas que nos desgovernam).
(Este comentário só vincula o seu autor; os autores do Blog não têm nele qualquer responsabilidade).

jrd disse...

- "O nível de educação de um povo mede-se pelo modo como trata os animais"
Alexander Von Humboldt

Para que não subsistam quaisquer mal entendidos, gostaria de acrescentar ao meu comentário anterior, que os porcos e os burros que refiro são 'bípedes' e nada têm a ver com os animais propriamente ditos.

Margarida disse...

Tudo o que possa lembrar quão mal se tratam os outros animais, ainda é pouco.
Espero que se candidate mesmo, para que se fale mais dos direitos dos animais que partilham o planeta connosco.
Não são seres inferiores - são seres diferentes.
Não somos melhores - somos diferentes.
«Só» isso.
O respeito pelas outras vidas não pode ser diferente daquele que tanto nutrimos pelas nossas.
A dignidade dos animais só é completa quando a reconhecemos e defendemos.
Há muito ainda a fazer e toda essa acção não diminui aquela em prole dos humanos, antes a projecta e engrandece - amar e respeitar os animais - todos os animais - é amar e respeitar o próximo.
Não temos maiores direitos, mas sim maiores deveres - a isso obriga a nossa inteligência e sensibilidade.

m.a.g. disse...

Ainda bem que a Bardot ainda mexe e faz mexer(quanto mais não seja, dá voz a quem não a tem).
A alegoria do Orwell que dá título ao post poderia servir de resposta ao comentário de jrd - para os animais menos inteligentes, os porcos resumiram os mandamentos apenas na máxima "Quatro pernas bom, duas pernas péssimo".

Essa de dizer que o Le Pen é "seu mentor", só pode ser mesmo já a síndrome do orçamento.

jrd disse...

m.a.g.
Sem pretender entrar em polémica, sempre lhe digo que sim, a BB é seguidora da extrema-direita francesa, racista, homofóbica e chauvinista.
Esta deriva para a ecologia apenas confirma a influência benéfica que os animais podem exercer sobre os 'humanos'.
Diria mesmo que muito boa gente irá engolir "sapos"(!) e votar na senhora.
Quanto ao Orçamento; é quermesse para a qual não dou, tiram-me...
Boa semana

Alice N. disse...

A defesa dos direitos dos animais é um valor indiscutível e são muito tristes os crimes que se conhecem. Mas igualmente triste e vil é vermos "seres humanos" a acarinhar mais os animais do que as pessoas. Conheci "gente" assim, que chora com o sofrimento de um animal, mas não vive grandes relações de afecto com os próximos nem se comove com a triste condição em que vivem certos humanos. Comovem-se e indignam-se com o abandono dos animais, mas abandonam tranquilamente os seus idosos, por exemplo, limitando-se a aguardar serenamente a notícia da sua morte. Estranhos corações que abundam em certas sociedades ditas avançadas ou, como diria Sophia, "pessoas... sensíveis"...

Há mesmo casos em que os humanos deveriam ser tratados como animais.

m.a.g. disse...

Jrd
Essa façeta da BB tinha-me "passado completamente ao largo".
De facto, que ser mais amdíguo!
Obrigada pelo esclarecimento.