23 agosto, 2010

SEXO EXPLÍCITO

                                                                     Leonardo da Vinci

Durante as minhas caminhadas matinais costumo passar por um cartaz pendurado num poste de iluminação, relativo a um bar das redondezas onde terá ocorrido um show lésbico e, na noite seguinte, uma sessão de sexo explícito. Embora não perceba por que razão um show lésbico não é considerado sexo explícito (preconceito falocêntrico?), não é isso que agora me interessa. Queria apenas salientar o antropológico exotismo de assumir explicitamente o sexo, num mundo onde, e desde há séculos, o sexo quase sempre se manifestou subtilmente como meramente implícito.

1 comentário:

jrd disse...

Tem razão. De facto, este mundo tem sido o mundo do 'sexo' dos anjinhos...