18 agosto, 2010

DA DA DA

Hoje fui ao dentista e, como sempre, aproveito para pôr a leitura em dia. Pego numa Caras e leio um inquérito feito a Filipa Sabrosa, mulher de Simão Sabrosa.  Uma das perguntas era sobre o seu museu preferido. Disse então que era a Tate Modern. Pelo ambiente, pela arquitectura e porque tem um bom restaurante no topo com uma vista fantástica sobre Londres.
Deve ser por isso que eu não gosto do Prado. O Prado é horrível, não vale a pena. O restaurante é na cave e ainda por cima self-service. Faz algum sentido ir a um museu para almoçar numa cave? E o papel de parede do Prado? Aquilo é papel que se use? Mas o director estará à espera de quê para contratar uma decoradora de interiores que ponha um papel de jeito nas paredes? E o Louvre? Para quê ir ao Louvre se uma pessoa tem a Torre Eiffel ali ao pé para ver Paris? Em Londres, havendo o Eye of London, provavelmente não valeria a pena ir à Tate para ver a vista. Mas pelo menos sempre tem o restaurante.

9 comentários:

A.Lopes.R disse...

Essa também não deve gostar nada do Museu de Arte Antiga. Quem é que se lembra de ir a um museu com tralha velha, já para não falar na cafeteria que também é na cave.
Coisas de gente com dinheiro!!!Mas...
Transmontana

jrd disse...

A Culinária é uma arte...

Rita TSBGC disse...

No outro dia tive uma experiência semelhante. Isto é, assisti a uma demonstração de amor à arte, igualmente dedicada e exclusiva.
O Museu do Oriente esteve aberto durante a noite do dia 5 de Agosto, decidi ir para lá, pois só o tinha visitado na inauguração e gosto de mastigar Museus como as cobras comem elefantes, devagar e sem espavento.
Estávamos à espera do elevador e quando apareceu, saiu de lá um grupo "overdressed" e animado, olharam à volta e uma das senhoras comentou :
- Olha, isto aqui tem escadas até à entrada, mas está tudo às escuras e com coisas esquisitas, mas dá para descer....
( O sítio escuro e com coisas esquisitas era o 1º andar do MO, no último existte um restaurante With a view...)
Alguns observam o mundo com o olhar do estomâgo...E são decerto mais felizes !!!

josé manuel chorão disse...

Do que é que estavas à espera numa revista dessas, da mulher dum futebolista? Achas que ia lá para apreciar o quê?
É por isso que eu não vou ao dentista, para não me obrigarem a ler essas coisas, não tem nada a ver com medo de brocas..e..uuiii...uuiii, não tem, não, quem é que me está a chamar maricas, hein?

C.M. disse...

Mas meu caro, a rapariga é um "naco de mulher"... não se pode ter tudo, n'est-ce pas? (esta tirada é um pouco machista mas enfim...)

Pedro Partidário disse...

Curto, mas acutilante e luminoso ensaio sobre a cegueira.

isabel disse...

Com certeza, a senhora está com a razão. Eu própria so vou ao CCB por causa do jardim das Oliveiras
lol

estela disse...

se me permites: o erro está nas tuas expectativas, não na Sra. Sabrosa. E o erro maior é ter expectativas ao abrir a "Caras".
eu lá vou lendo "aquilo" sem expectativas e raramente me desiludo hehe!

Margarida Fernandes disse...

Enfim...opiniões.

Que diria a Sr.ª Sabrosa se soubesse que estive cerca de meia hora (nem sei bem) a olhar embevecida para o quadro aqui postado, um dos meus favoritos, no "Museo del Prado" e que depois da visita degustei uma boa "tortilla de patata con lechuga" no self-sevice do referido museu?!?!?

Eu sei o que ganhei. Talvez ela não saiba o que anda a perder.