07 junho, 2010

A CUP OF TEA, JAMES, PLEASE

Na caixa de comentários deste meu post, decorre uma, digamos à falta de melhor termos, acalorada troca de comentários.
Solicito que, caso algum comentador queira insultar alguém que me insulte a mim que sou a autora do post, mas que se abstenha de insultar outros comentadores. Não é da minha natureza deixar que, em minha casa, uma visita insulte outra. Caso contrário, a caixa de comentários do referido post será encerrada.

7 comentários:

jrd disse...

Perhaps a glass of ice water will be better.

Diana Amarante disse...

Depois de ler atentamente todos os comentários a esse post e pelo meio ter alegremente recordado com saudades as aulas de Latim, fiquei com uma dúvida: se um é compadre de outro, eu passo a afilhada, será? :)

Beijinho, Professora! *

Ivone Costa disse...

Yes,indeed,jrd! How wise you are.

Vistas as coisas sob essa perspectiva, Diana, nihil obstat.
Beijinho.

José Borges disse...

and a service of scones!

Ivone Costa disse...

José! I've missed you so much. What about you new blog with a strange name? Are you working pro bono?

Reinaldo Amarante disse...

Como já ando com Alzheimer a mais, também tenho direito de meter umas colheradas em Latim:
Relativamente ao fecho da caixa de comentários só tenho a dizer:"Abusus non tollit usum", não tenho culpa que certas pessoas não tenham poder de encaixe e recorram ao insulto ("O insulto é a arma dos corações fracos"-Batista Bastos); "Cum brutis non est luctandum", com outras, nem vale a pena responder, delas Cristo disse "Beati pauperes spiritu".Relativamente ao senhor João Ferreira Matos, agradeço a partilha e retribuo "Felix qui potuit rerum cognoscere". Quanto ao Anónimo das 23H33 de 7 de Junho, e que a Ivone absteve-se de responder, como se me acabou o Latim...vai mesmo em Português:tanta asneira junta só demonstra um absoluto desconhecimento do que anda a perorar. Como diria o filósofo grego (talvez a Ivone dê uma ajudinha...): "Não suba o sapateiro acima do chinelo".
E por aqui me fico."Ite, missa est"

José Borges disse...

Dear Ivone, i'm just simply not working. Never the less, i must find a new place to be. It was clearly a big mistake what i have done. Infortunatly i'm now in exames, so i steel have no time.

And i also miss a non existent meeting between us three.