08 maio, 2010

CONSCIÊNCIA DE SI


Randal Keynes, tetraneto de Charles Darwin, diz que só começou a aperceber-se de que tinha um antepassado famoso quando, na escola, começaram a troçar dele, dizendo-lhe que descendia do macaco.
Soubessem os seus colegas que um dos traços que distinguem o macaco do homem é a ausência da consciência de si e teriam ficado calados.

2 comentários:

jrd disse...

... ou a ignorância do bugio.

Alice N. disse...

Pois, há tomadas de consciência que tardam em chegar. Por isso é que o mundo está como está.