23 março, 2010

PSICANALISTAS DE DEUS


Pieter Coecke van Aelst, Santíssima Trindade

Regresso ao artigo de Frei Bento Domingues.
Diz o franciscano que "Deus não cria nem refaz o mundo por carência afectiva, por desejo de reciprocidade, mas porque é amor-agapê, dom sem expectativa de retorno. Deus não faz negócio com os os seus dons".
Eu sempre tive inveja das pessoas que falam sobre os pensamentos de Deus com o mesmo à vontade com que falam dos seus próprios pensamentos. Que se apresentam com uma espécie de psicanalistas de Deus perante os quais Ele se deita uma vez por semana no divã e, graças a isso, sabem tanto sobre os Seus afectos e motivações.
Quem me dera saber de mim o que eles mostram saber de Deus.

6 comentários:

jrd disse...

Não falo do que não sei e é por isso que não falo de Deus. Prefiro 'falar' dos que falam de Deus, porque lhes convém e a esses não devo qualquer respeito.
(Quase que dava para um "short and Sharp).

C.M. disse...

Estes seus textos são tão deliciosamente mordazes!

Apenas uma pequena clarificação: Bento Domingues não é franciscano mas sim dominicano.

José Ricardo Costa disse...

Caro CM, que disparate o meu! Claro que é dominicano. Muito obrigado pela correcção. Ou correção?
Abraço,
JR

JMV disse...

"Já não há tusa para tanta musa",dizia o Fernando Grade...não necessariamente a propósito dos teólogos "psicanalistas", mas também podia ser...
Gosto do arejo politicamente incorrecto do que vai pondo.Subscrevo.
um abraço

Rui disse...

O seu post fez-me lembrar um filme dos anos 90, Rudy. Quando o personagem principal pede a um padre da Universidade de Notre-Dame que "meta uma cunha", o padre Cavanaugh responde: "Son, in 35 years of religious study, I have only come up with two hard incontrovertible facts: there is a God, and I'm not Him."
Ora, uma Igreja não se funda, nem se mantém, apenas com estes dois princípios. E Frei Bento Domingues fala como representante de uma Igreja que se mantém poderosa no espírito das pessoas há já vários séculos. Portanto, tem de dizer mais qualquer coisa sobre Deus.
Mas não ligue ao que aqui lhe escrevo! Parece que não percebi o seu sentido de humor neste post, e acabo por fazer um comentário mais sério do que desejaria!
Cumprimentos e parabéns pelo vosso excelente blog.

José Ricardo Costa disse...

Caro Rui, cumprimentos também para si e obrigado!
JR