19 março, 2010

DA INCONFORMIDADE

Um destes dias, numa sala da minha escola, um aluno perguntou à professora:
- Stôra, o meu pai pode vir falar consigo?
A minha colega disse que e sim e quis saber:
- Mas ... é alguma coisa relacionada com o teu comportamento?
Resposta:
- Não, é com o seu comportamento.

Pronto, mudei de ideias. Os pais devem intervir profundamente na escola. Os meus pais deviam ter sido profundamente interventivos: deveriam ter-me dado uma valente tareia no dia em que me passou pela cabeça ser professora.

5 comentários:

disse...

Esta história faz-me lembrar a velha anedota:
Um pai à antiga olha furioso para a ficha de avaliação do seu educando:
-- Estas notas dão direito a uma surra!
-- Acho muito bem. E até sei onde mora o professor.

Ana Paula Sena disse...

:))

Solidária porque compreendo.

jrd disse...

Se eu fosse professor,ter-lhe-ia respondido que, antes, gostaria de ser eu a falar com os pais dele, não por causa do seu comportamento, mas do comportamento deles...
(É claro que este comentário irónico só é possivel porque não sou professor)

helena disse...

Como eu a compreendo...

Margarida Fernandes disse...

Não sou professora mas compreendo que tem de se ter muita pachorra (peço desculpa pelo termo).

Haja paciência.....

Bom fim-de-semana