19 fevereiro, 2010

DOS CONSERVADORES

Eu passo a vida a conhecer pessoas que ficam muito entusiasmadas ao saberem que tenho uma 4L, em virtude de já terem tido uma em tempos. A diferença é que eles, apesar do brilhozinho nos olhos e ar nostálgico, dão-me umas palmadinhas nas costas antes de entrarem para os seus carrinhos de alta cilindrada, enquanto eu continuo a regressar para os braços, neste caso, para o volante, daquele a quem continuo a ser fiel apesar do musgo nos vidros e da chapa com alguma ferrugem.
Quem disse que ser conservador significa ser burguês e reaccionário?

5 comentários:

Alice N. disse...

Pois... o ar nostálgico e o carro de alta cilindrada é como a história de ser "católico não praticante".

jrd disse...

Conservador por ter uma 4L!?
Não concordo. Ainda se fosse uma charrete...

(O seu comentário no bth é um verdadeiro "short and sharp".)

João Tiago Gaspar disse...

O melhor elogio que posso fazer a este seu original comentário é sugerir que este poderia ter sido escrito por Michael Oakeshott.

Relembro apenas: "Stay with me not because you are the best but because I am attached to you".

João Tiago Gaspar

addiragram disse...

A tal, que no anúncio de origem mostrava como cabia um burro lá dentro!Lembra-se?:)

José Ricardo Costa disse...

Cara addiragram, nasci em 1960 e não tenho quaisquer memórias do nascimento desta mítica e insuperável viatura.

JR