15 janeiro, 2010

A INSUSTENTÁVEL LEVEZA DO ESTAR


"Não estive em frente à AR como actriz, mas como activista. Sou - ou estou - heterossexual, é verdade, mas isso é do meu foro privado". Joana Manuel, Público, 15-01-2010

Mal acabei de ler esta frase corri em pânico para o espelho, perguntando: "Sou ou estou heterossexual?, sou ou estou heterossexual?, sou ou estou heterossexual?". Para dissipar as dúvidas decidi fazer um exercício mental: pensar na Eva Mendes e no George Clooney para avaliar a minha reacção. Mal pensei no George Clooney de imediato me lembrei que tinha uma turma de testes de filosofia para corrigir. Depois, quando pensei na Eva Mendes, percebi logo que seria impossível corrigi-los com ela no pensamento.
Em suma, heterossexual estou de certeza. Resta agora a seguinte dúvida: se amanhã estiver de novo heterossexual, se no próximo mês voltar a estar heterossexual e se em 2011 continuar a estar heterossexual, poderei finalmente chegar à conclusão de que sou mesmo heterossexual?

10 comentários:

Anónimo disse...

Alguns jornalistas/comentadores deviam ser classificados com "smileys".

Como na escola primária.

Nos Estados Unidos.

jrd disse...

O "estar" pode ser leve, mas o "ser" é pesado.

Reinaldo Amarante disse...

Não sei se será ou estará mesmo heterossexual, mas sei, com toda a certeza, que vai ter uma casa cheia de testes para corrigir... disso não tenho dúvidas.

Manel disse...

Cada um sabe de si, José Ricardo. Ou isso não vem nos seus testes de filosofia?

José Ricardo Costa disse...

Caro Manel, e porventura terei eu negado a ideia de que cada um sabe de si? Limitei-me apenas a exprimir a minha angústia e pânico perante o novíssimo (para mim, admito) conceito de "estar heterossexual".

JR

Manel disse...

a vida é um rio, JR, a vida é um rio. :)

Ana Paula Sena disse...

:)))

Por acaso, esta modalidade do estar aplicada à orientação sexual, nunca tinha ouvido (ou lido).

Bom, nada é definitivo, mas em cada dia vamos comprovando...

O meu problema com certos afazeres é parecido, mas acontece quando vejo algures o George Clooney (e outros). Como será amanhã? Não sei, mas faço previsões.

Obrigada pelo bom humor.

Votos de um bom domingo.

addiragram disse...

Estar é provisório e Ser é definitivo. A dúvida metódica posta em acção? :))

José Ricardo Costa disse...

Cara addiragram, lamento desapontá-la mas não se trata de uma aplicação da dúvida metódica. Esta tem por objectivo a certeza. Presumo que não é disso que se trata aqui.

JR

José Ricardo Costa disse...

Cara Ana Paula, um bom resto de domingo também para si.

JR