21 dezembro, 2009

HOMENAGEM A JORGE CARREIRA MAIA

As noivas perdidas
dobram os véus
ao dobrar da tarde,
a memória delas
é circular
como as grinaldas.

As noivas perdidas
voltam sempre,
estátuas jacentes
ao fundo da rua.


(Ler aqui)

1 comentário:

JCM disse...

Obrigado, Ivone.
jcm