03 outubro, 2009

JESUS IN THE SKY WITH DIAMONDS

7 comentários:

Alice N. disse...

Linda e tão enigmática! Será que pode levantar um pouco a ponta do véu?

Micha disse...

pure art! Well done!

José Ricardo Costa disse...

Alice, como bem deve compreender, esta fotografia não foi, felizmente, feita no céu, já que é sítio que, no meu caso, ainda pode esperar.

Foi na igreja do mosteiro de S. João de Tarouca.

JR

ruimnm disse...

Misteriosa, enigmática.
Restos mortais, como Lucy.

Alice N. disse...

Obrigada, José Ricardo. Fiquei muito mais tranquila por saber que se trata de uma fotografia bem terrena e não de uma vista do paraíso celestial... :))

Agora a sério. Será uma fotografia bem "terrena" quanto ao elemento captado, mas com uma composição absolutamente extraordinária. Temos diante de nós uma verdadeira obra de arte onde os elementos do real nos aparecem envoltos numa atmosfera misteriosamente onírica e etérea. São fotos fabulosas como esta que nos desprendem do real e nos enlevam para um outro universo... Outro universo, sim, mas longe do céu sagrado, já que esse, realmente, bem pode esperar!... :)

Não conseguiria reconhecer o mosteiro de S. João de Tarouca. Estive lá apenas uma vez, há muito tempo, antes das obras de restauro (hum... já começo a ser um bocado antiga). Na altura, o mosteiro estava votado a um triste e deprimente abandono. Como não estava aberto ao público, só pude ver o exterior. Parecia um edifício assombrado. Já vi que muita coisa mudou entretanto e que está na altura de programar um passeio até lá.

Mais uma vez, obrigada pela partilha e parabéns!

Alice

José Ricardo Costa disse...

Alice, não esteja à espera de encontrar o mosteiro muito diferente. Continua em ruínas. Se for dada a bucolismos renascentistas, anime-se, pois poderá vir a encontrar cabrinhas a pastar no seu, chamemos-lhe assim, interior.

Mas a igreja é interessante. Não justifica andar centenas de km para a ver. Mas, andando por ali, vale a pena o desvio.

JR

jl disse...

Fantástica!
Parece magia!
De facto, arte pura!


(bom... os diamantes não são o Luisão ou o Quim ou o Carlos Martins? Ora não?) (Desculpe a blague no meio de assunto tã sério...)