28 outubro, 2009

DIAS FELIZES

Aluno do 10ºano mas com idade para já ir adiantado na universidade. Roupas gastas e humildes. Quase sempre um fato de treino com ar de saldos dos saldos dos próprios saldos. Um ar esquálido de quem só vê água de tempos a tempos. Um olhar alucinado e uma maneira de falar de fazer inveja a qualquer um dos actores de Voando sobre um Ninho de Cucos.
A aula era de Psicologia e falávamos de infância.
Disse-me, com os olhos a abrir e um sorriso luminoso num rosto de doce indigência, que os momentos mais felizes da sua vida que guarda na memória foi quando, com 4 ou 5 anos, passou alguns dias no hospital.
Apetece-me dizer que este é mesmo um daqueles casos, como dizia Pavese, em que não se deve regressar a um sítio onde se foi feliz.

4 comentários:

poveirinha disse...

gostei deste cantinho, voltarei!
Beijo

José Ricardo Costa disse...

E será bem recebida!

JR

Alice N. disse...

Depois de ouvir um testemunho como esse, é difícil continuar a dar uma aula.

addiragram disse...

Caro amigo,

ouviu o que na clínica se ouve e descobre tantas vezes...Imagino o que sentiu!