14 setembro, 2009

UM CASO PSIQUIÁTRICO

Bosch, A Extracção da Pedra da Loucura
Este país não pode ser normal. É definitivamente um caso psiquiátrico. Psicanalítico numas coisas, psiquiátrico noutras. Só assim se explica esta e esta notícia no mesmo dia.

Por exemplo, os distritos de Castelo Branco e Portalegre estão em alerta amarelo devido simultaneamente à chuva e ao risco de incêndio. Mas mesmo no caso dos outros, não deixa de ser estranho que, num país tão pequeno ou em distritos vizinhos, haja perigos tão radicalmente opostos.

A notícia relativa ao alerta amarelo da chuva inclui o distrito de Santarém. O meu distrito. Ora, eu olho ali pela janela e vejo o céu azulíssimo. Que fazer? Saio de casa ou não saio de casa? Provavelmente, em Torres Novas estará sol e o céu azul, mas ali na Golegã ou no Entroncamento deve já estar tudo inundado. Ok, saio de casa mas o melhor é mesmo não sair de Torres Novas. Mas será que está mesmo sol e o céu mesmo azul? Não será coisa da minha imaginação, sei lá, de um génio maligno? Mas, deus do céu (azul, já agora,) eu não quero brincar aos filósofos. Isto é sério. Como sair deste cepticismo amarelo? Em Portugal, como em Descartes, não se duvida para o Cogito conhecer. Em Portugal, duvida-se, por falta de Cogito.

1 comentário:

marteodora disse...

Não há cogito que valha a um país no qual em Torres Novas estão 27ºC e na no Vimeiro, praia de Santa Cruz estão uns miseráveis 17ºC. E pensar em sair de casa para ir passar um fim-de-semana à praia e dar com isto...não era preciso torrar mas andar toda encolhida, valha-me deus.
Mais vale não cogitar muito acerca do assunto.