05 setembro, 2009

PEDRA



Na Odisseia (XIX, 162-163), quando Ulisses regressa a Ítaca e, disfarçado, conversa com Penélope, esta diz-lhe:
" Mas conta-me qual é a tua linhagem e donde vens
  Não nasceste de pedra nem de lendário carvalho."

Também na República, de Platão (VIII, 544d), ao falar-se dos vários tipos de governo, Sócrates diz ao seu interlocutor:
"- Sabes então que é forçoso que haja tantas espécies de caracteres de homens como de formas de governo? Ou julgas que elas nasceram do carvalho e da pedra (...)?"

Pois, quanto ao carvalho, seja ou não lendário, não posso dizer grande coisa. Mas estou certo de que algumas pessoas que eu conheço devem a sua origem às pedras.

1 comentário:

jl disse...

Não estamos, apenas, no reino da lenda e da filosofia, mas também da perspicácia!



(Hoje a matéria era mais chã... Daí, me desse para comentar tanto!)