16 agosto, 2009

SEM TÍTULO

É pela janela deste Verão
que me chegam, tímidos,
os apelos de Setembro.

Sei bem o que quer:
os frutos sobre a mesa
e as promessas novas.

Sem comentários: