15 junho, 2009

TEIXOSO -COVILHÃ

3 comentários:

estela disse...

não quero saber do anjo cego de um olho, nem do cristo magrinho, nem das grades... mas a pedra, a pedra...
parece estar desde sempre à espera... de quem a atire - o que explicaria o olho cego do anjo, mas só se ela já lá não estivesse.

José Ricardo Costa disse...

Bem, pode ter cegado o olho do anjo e ter para lá voltado...

JR

estela disse...

de facto.

agora sim, gosto mesmo da fotografia.
vejo uma pedra matreira a sorrir :)