30 maio, 2009

OAKESHOTT PARA PRINCIPIANTES


Para a Margarida


Acabadinho de receber, via Amazon:

" En fait, le conservatisme ne désigne pas chez Oakeshott une politique, mais un état d'esprit et un mode de vie. À tous ceux qui venaient lui demander conseil, Oakeshott répondait invariablement comme Candide: cultivez votre jardin. Consacrez-vous à vos affaires; faites le bonheur de votre famille; soyez bons envers vos amis; accomplissez vos devoirs du mieux que vous le pourrez. Mais surtout, gardez-vous de tout activisme militant et de tous engagement en politique. La politique était pour Oakeshott le domaine des esprits agités et des apprentis-dictateurs. Quentin Perret, Oakeshott - Le Scepticisme en Politique, Éditions Michalon, pp 10-11

3 comentários:

marteodora disse...

JR,

I’ll take the advice.

Não conheço Oakshott para além do superficial, mas conheço Voltaire e, embora há mais de um século, seguramente, li o Cândido.
Cultivarei o meu jardim(os meus afectos, a minha casa, os meus livros, as minhas fotografias,as minhas viagens) e cuidarei dele para que não morra.

Quanto à política, dentro do meu cepticismo, não sei se me conseguirei distanciar assim tanto. Deve ser da minha esquizofrenia latente (lol), mas esta dualidade entre o “não quero saber disto para nada” e o “estes gajos são parvos, ou quê?” vai-me perseguir toda a vida!

THANK YOU, anyway! I like it.

Procurarei Oakshott para ler.

addiragram disse...

Os que querem ser políticos são mesmo uma raça à parte...psicologicamente falando.

marteodora disse...

Procurarei antes Oakeshott, porque se procurar Oakshott desconfio que não encontrarei nada, eh,eh,eh!
Bjs.