06 abril, 2009

GUERRA E PAZ - XII


"Entrou o ajudante-de-campo do regimento e confirmou a notícia trazida por Jerkov. Tinha saído a ordem para se porem em marcha no dia seguinte.
-Ordem de marcha, meus senhores!
-Deus seja louvado, chega de nos aborrecermos aqui." Guerra e Paz, Livro II, capítulo 5

Entende-se perfeitamente a reacção do militar que louva Deus por, finalmente, ir combater. A guerra pode ter alguns inconvenientes, admito. Mas ninguém a poderá acusar de ser aborrecida. A história há-de estar cheia de homens que procuravam o combate como outros, hoje, procuram praticar desporto.

Sem comentários: