19 abril, 2009

A Genealogia das Morais


Caro José, com a agonia cada vez maior do cristianismo, as democracias modernas precisam urgentemente de uma moral. O cigarro está para a democracia moderna como o preservativo para a igreja. No fundo, é simples. Todas as morais nascem da higiene. Quem disse que o Levítico está fora de moda?

4 comentários:

José Borges disse...

Sem dúvida, sem dúvida!

addiragram disse...

E a higiene não é uma formação reactiva relativamente ao sujo, como nos ensinou o Mestre?

José Ricardo Costa disse...

Ou seja, o excesso de higiene continua a ser uma relação com a sujidade? Não me desagrada a ideia. Por que razão tantas pessoas têm tanta necessidade do bem? Provavelmente, sentirão o mal demasiado perto.

JR

addiragram disse...

Vemos como algumas pessoas(frequentemente as mulheres) com excesso de cuidados com a limpeza, higiene e com nojos vários se ligam mto frequentemente a pessoas que se situam no seu (aparente) oposto.No desenvolvimento infantil encontramos crianças que tiveram um gosto muito acentuado por explorar o sujo, nomeadamente as fezes, tornarem-se,mais tarde, um asseados compulsivos...