17 março, 2009

SÉCULO XIX


Hoje, numa aula de Filosofia, estive a dar a noção de justiça segundo John Rawls. Depois, para melhor entenderem o "Estado Social" surgido no século XX, pedi-lhes para imaginar a sociedade no século XIX, lembrando-lhes a Revolução Industrial. Foi então que pedi para dizerem características concretas sobre a vida social no século XIX.
O primeiro a responder não poderia ter sido mais claro e incisivo: no século XIX não havia Internet.

6 comentários:

Ega disse...

Recordo Rawls com gosto. Afinal foi ele que me introduziu verdadeiramente na teoria do contrato social.
E a sua obra foi da poucas, durante todo o curso de direito, que me deu prazer ler.

Cumprimentos,

Alice N. disse...

Vá lá, e se não associaram o José Ricardo ao século XIX, eu diria que já vai com sorte. Eu cá não posso dizer o mesmo... Há tempos, numa aula de 7.º ano, a propósito de comunicação e da inexistência de telemóveis e internet ainda não há muito tempo, dei com os alunos a olharem para mim como se eu tivesse sido criada no tempo dos dinossauros e tivesse vindo directamente da era das cavernas. Depois, para me animarem um pouco, quiseram saber se eu já era do tempo da televisão...
Há dias difíceis! :(

Marteodora disse...

Um abismo, de facto!

Ana. disse...

A realidade agora é tão diferente!
Também já tive que explicar ao meu sobrinho como é que se vivia quando não havia telemóveis, Playstation e outros que tais.

Os miúdos estão a crescer com a ideia de que os mais velhos são criaturas do mais arcaico que há!
Será que eu também fui assim?

;)

José Ricardo Costa disse...

Ana., foste!Simplesmente, não te lembras porque tu própria também já estás a ficar arcaica. É a vida.

JR

Margarida Graça disse...

E vá lá vá lá!... Porque há um ano, numa turma de 12º ano, para leccionar Mensagem de F. Pessoa foi o cabo dos sarilhos, pois ninguém conhecia as personagens históricas! Até pensei que, de repente, eu era uma serva do imperador Augustus qualquer coisa, em estado de trânsito...