05 março, 2009

O PRÓXIMO BAILE


No quarto capítulo da primeira parte de Guerra e Paz, estamos num serão em casa de Anna Pávlovna, durante o qual se discute política com grande veemência e entusiasmo: a revolução francesa, Napoleão, os crimes da revolução, as alianças, a liberdade e a igualdade, a guerra. Entretanto, o príncipe Ippolit conta uma anedota com a qual acaba o capítulo, indo então as pessoas embora para as suas casas.

Eis como Tolstoi termina o capítulo:

"A conversa, depois da anedota, fragmentou-se em discussões insignificantes sobre o último baile e o próximo baile, sobre um espectáculo qualquer e sobre quando e onde iriam encontrar-se estes e aqueles.

Revolução? Política? Valores morais? Napoleão? Política de alianças? Guerra? Tudo isso não passa de pretextos para exibir conversas cultas e inteligentes em socialíssimos serões. O que conta, mas conta mesmo na vida é o próximo baile e quem lá vai. Muito facilmente caem as máscaras.

Sem comentários: