02 março, 2009

JARDIM ZOOLÓGICO

(...) a pobre Ofélia
De si mesma separada e de seu juízo pleno,
sem o qual somos pinturas ou só animais;
Shakespeare, Hamlet, Acto IV, Cena V

Eu adoro esta definição de loucura que nos é dada pelo melancólico Hamlet. Mas não é só isso. Ajuda-me também a entender melhor por que razão, quando saio à rua, me sinto às vezes como se estivesse num jardim zoológico.

3 comentários:

jl disse...

Bem observado. E subtil, como aprecio.

Alice Gabriella disse...

bela observação,porém um detalhe: quem diz esse trecho em "Hamlet" é o rei Cláudio.

José Ricardo Costa disse...

Cara Alice,

Tem toda a razão, foi lapso meu. O meu obrigado pelo reparo e parabéns pelo seu excelente sentido de observação.

JR