07 fevereiro, 2009

VIAGEM AO CENTRO DO TEMPO

Num dos telejornais da hora de almoço, dizia o apresentador, a propósito de um grande incêndio na Austrália, que aquele já era considerado o "Incêndio do século". Deus do céu, estamos em 2009, faltam ainda 90 anos para o fim do século e já sabemos qual é o "Incêndio do século".

A necessidade que esta gente tem de estar no centro do tempo. Para eles, o tempo real nunca é o que "foi", nem o que "será" mas o que "é". Só que o tempo que "é" há-de ser um tempo que "foi" do mesmo modo que o tempo que "ainda não é", é o tempo que há-de" ser".
Esta gente devia ler o Santo Agostinho.

1 comentário:

addiragram disse...

O "Século" é a fracção de segundo em que "está no ar".:))