13 fevereiro, 2009

MONSANTO 2 - PENALVA DO CASTELO 1


Uma das coisas que eu acho mais fascinantes na ciência é a possibilidade de estabelecer analogias entre o microcosmos e o macrocosmos. Porém, quando transfiro isto para o plano social e político, sinto o mundo a desabar.

Eu vejo o telejornal (macrocosmos) e o meu pessimismo relativamente a este país sobe vertiginosamente: falências duvidosas para despedir trabalhadores, esquemas duvidosos na banca, negócios duvidosos no Freeport, escutas duvidosas, cursos de engenharia duvidosos, teses de doutoramento duvidosas.

Mas depois leio o resumo do jogo entre o Monsanto e o Penalva do Castelo (microcosmos) e apanho logo com um título de arrasar: "Lances duvidosos na vitória do Monsanto".

Cada vez me convenço mais de que este país ainda está à espera do seu Descartes.

Sem comentários: