18 fevereiro, 2009

KAING GUEK EAV


Este homem foi, em tempos, professor de matemática. E foi numa escola, transformada em prisão que mandou torturar milhares de pessoas, incluindo mulheres e crianças, com choques eléctricos, arrancando unhas das mãos e dos pés, com simulações de afogamento. Os psicólogos que o avaliaram dizem tratar-se de uma pessoa com uma inteligência superior e uma óptima memória. Para além de ser um um homem "meticuloso, consciencioso, preocupado com o detalhe e em causar boa impressão nos superiores".

Ora, como é possível um homem normal fazer coisas anormais? É, pelas mesmas razões que oficiais nazis, pais de família, para já não falar do normal cidadão alemão, encararam com normalidade o que fizeram aos judeus. Uma mistura explosiva: um ideal que tem ser alcançado a todo o custo misturado com a crença de que existem pessoas que, ou são inferiores, infra-humanas, ou representam um obstáculo para a concretização do ideal.

Nós não comemos carne de vaca, de porco ou de galinha, sem quaisquer sentimentos de culpa? Porquê? Porque são seres inferiores. Ora, se um judeu ou um anti-comunista são aberrações da natureza, a sua morte não representa o mesmo que a morte de um dos nossos. Difícil é parar.

4 comentários:

addiragram disse...

Se a Sociedade desse mais ouvidos aos contributos que a Psicanálise trouxe ao estudo dos diferentes fenómenos psíquicos, onde se incluem os comportamentos de grupo, olharia com muito menos ingenuidade sobre este tipo de comportamentos. Penso que as pistas que lançou vão no caminho certo...

José Ricardo Costa disse...

Há experiências muito interessantes como aquela em que se pede a alguns voluntários para provocar dor em seres humanos, sem que haja da parte dos primeiros, qualquer emoção relativamente a isso. Saber de um psicopata que comete atrocidades,não representa qualquer desafio teórico. Fascinante é (de um ponto de vista académico, claro) estudar comportamentos aberrantes em pessoas que trabalham diariamente num escritório, banco ou escola, têm família e são adorados pela vizinhança.

JR

cecilia bosisio disse...

Gostaria de saber se já terminou o jultamento de Kaing Guek Eav e qual foi o resultado.
Nossa imprensa no Brasil raramento traz alguma noticia do Camboja, o que é lamentável.
Agradeço se alguem puder me dar um retorno sobre o assunto.

José Ricardo Costa disse...

Julgo que ainda está a decorrer mas não tenho a certeza, não voltei a ler notícias sobre o assunto.

JR