01 janeiro, 2009

PARA JOSÉ LUÍS FERREIRA

Penso que o meu estimado JLF vai apreciar. Este vídeo tem uma pequena história. Quando Chico Buarque compunha o álbum Carioca, apareceu um jovem e tímido compositor, Jorge Helder, com esta música. Chico compôs a letra da canção que passou a chamar-se Bolero Blues.

Não conheço a versão definitiva, mas o que há de encantador neste vídeo, é a atitude do jovem perante o génio, a modéstia, a timidez. E Chico Buarque tão atencioso para com Jorge Helder como o seria para Gilberto Gil.

2 comentários:

jlf disse...

Não, Ivone, isso não se faz!
Lá porque o único médico que não me traz de arrasto, atrás dele, é o cardiologista, estes sustos podem ter consequências desagradáveis para um septuagenário habituado ao anonimato, que nem eu.

Em linguagem zericardiana, digamos que sou bastante fã de diversas brasileirices... Destas. Que o "Bràsíu" teve e tem lá muito génio.

Gostei do gesto e da dupla surpresa: da sua dedicatória a este jorge helder que eu sou (em matéria de modéstia) e da surpresa do ensaio (com a atitude amiga do génio perante o tímido violista...)!

Pois é! Acabava eu de sair, pé-ante-pé, de comentar o poste seguinte... E zás! Sai-se a Ivone com esta "vingançazinha"!

Auguro-lhe a maior realização pessoal...

Abraço
jl

Ivone Mendes disse...

Não resisti, confesso, eu sabia que iria apreciar.

Bom ano!