16 janeiro, 2009

LE VÉZINET

Tenho estado, quase sempre, desde manhã, aqui sentado no computador a escrever. Há pouco, para descontrair um bocadinho, passei a estar musicalmente acompanhado. Tenho estado a ouvir as Pièces de Clavecin en Concerts, de Jean-Philipe Rameau, numa versão da Harmonia Mundi.

Sempre que oiço a parte final (Le Vézinet) do primeiro concerto, sinto uma espécie de plenitude que é um misto de felicidade e de expansão interior. Sei lá, como se a minha alma estivesse a crescer para dentro de si própria, seja lá isso o que for. A minha versão é muito diferente da que aqui trago. Ritmicamente bem mais contida e com três instrumentos: cravo, violino e viola da gamba.

A que se segue é bem mais exuberante. Divirta-se.

1 comentário:

Margarida Graça disse...

Este blog é o máximo! Em sátira, em humor, em imagens e até na música. Adoro esses sons do cravo, alegres, tranquilizantes, eles transportam-nos onde só a música é capaz...

Parabéns!