04 janeiro, 2009

GAIOLA

A robin red breast in a cage
Puts all heaven in a rage.

William Blake, Auguries of Innocence, vs 5-6

Um pisco- de-peito ruivo na gaiola
põe os céus em cólera.

1 comentário:

José Trincão Marques disse...

É curiosa e frequente a referência a aves na literatura. Neste caso o «Pisco-de-peito-ruivo», citado por William Blake.

Sobre esta espécie é interessante a consulta deste site, que contém a gravação do canto das aves clicando em mp3:

http://www.garden-birds.co.uk/birds/robin.htm

A este propósito lembrei-me de uma canção popular portuguesa interpretada por Janita Salomé, que faz referência ao Rouxinol, um parente muito próximo do Pisco-de-peito-ruivo, cuja presença em Portugal é mais frequente que em Inglaterra e o canto muito mais belo e intenso(tenho o privilégio de o ouvir nas noites e madrugadas de Primavera, perto de minha casa).

http://www.garden-birds.co.uk/birds/nightingale.htm

http://joakimpaz.podomatic.com/player/web/2006-05-15T23_43_05-07_00

Extravagante - Cantar ao Sol (1983)

Chamaste-me extravagante
Por eu ter uma noitada
Eu sou um rapaz brilhante
Recolho de madrugada

Recolho de madrugada
Mesmo agora neste instante
Por eu ter uma noitada
Chamaste-me extravagante

Se este meu cante desprezares
Por já vir rompendo o dia
Inda nunca ouvi cantar
Um rouxinol ao meio-dia

Letra e música: Popular, Alentejo