19 janeiro, 2009

ADIVINHA

João Garcia de Guilhade, trovador de meados do séc. XII, escreveu esta divertida cantiga.

Proponho uma adivinha: a quem se poderá dedicar o refrão? Dou uma ajuda. É membro do governo.


Ai dona fea! Fostes-vos queixar
Porque vos nunca louv' en meu trobar
Mais ora quero fazer un cantar
En que vos loarei toda via;
E vedes como vos quero loar:
Dona fea, velha e sandia!

Dona fea! Se Deus me pardon!
E pois avedes tan gran coraçon
Que vos eu loe, en esta razon,
Vos quero ja loar toda via;
E vedes qual será a loaçon:
Dona fea, velha e sandia!

Dona fea, nunca vos eu loei
En meu trobar, pero muito trobei;
Mais ora ja un bon cantar farei
En que vos loarei toda via;
E direi-vos como vos loarei:
Dona fea, velha e sandia!

2 comentários:

Alice N. disse...

Adorei!

:))

Jessica Albertina disse...

Boa noite,
Em primeiro lugar tenho que lhe dar os parabéns pelos belíssimos textos.
Em segundo, gostaria de saber se não haveria hipótesess de colocar alguns dos meus textos, poemas, no seu blog.

o meu mail é jessicalabertina@gmail.com