20 dezembro, 2008

SENSO COMUM E CARTESIANISMO

Na Galiza, uma mulher de 42 anos foi estrangulada pelo marido na presença dos seis filhos do casal. Segundo os vizinhos, marido e mulher "aparentemente, davam-se bem".
Uma das características mais fortes do senso comum é a sua gritante falta de cartesianismo: marido e mulher que aparentemente se davam bem, nós que aparentemente somos felizes, aparentemente ricos, aparentemente normais.
Mas também se quiséssemos ser absolutamente cartesianos, o que teriam muitos de nós depois para mostrar?

Sem comentários: