04 dezembro, 2008

SCANNER

Esta ideia de passar a usar um scanner para fazer uma impressão digital do cérebro e "ver" os estados emocionais das pessoas, ainda vai trazer problemas. O filósofo americano Thomas Nagel tem um artigo onde defende que um mundo em que as pessoas fossem sempre sinceras umas com as outras, seria completamente insustentável. Espero que, por enquanto, a coisa fique só pelos aeroportos.

Sem comentários: