16 novembro, 2008

TRAGÉDIA OU ESTATÍSTICA?

Jackson Pollock, Number 32

Li hoje, na Internet, que tinha havido 14 mortos num atentado no Iraque. Entretanto, no telejornal, uma daquelas notícias que surgem no rodapé falava em 15 mortos. Desde então que tenho estado numa enorme angústia.

Se Estaline tinha razão, ou seja, que a morte de uma pessoa é uma tragédia enquanto a morte de muitos não passa de estatística, a diferença entre 14 e 15 mortos faz uma enorme diferença. É que, se foram 14 e não 15, poderei dormir mais descansado por não ter chegado a acontecer uma enorme tragédia.

2 comentários:

jl disse...

Também é na diferença que está a ironia... Mas a ironia é que faz sempre a diferença.

jl disse...

Ah! E gosto da imagem. A este género de pintura costumo chamar o óbvio inatingível (por mim, claro!).

Parece fácil... Parece!