14 novembro, 2008

O ESPLENDOR DA SUPERFICIALIDADE


When I asked him about his serene, mysterious well-being, he replied in his calm deflationary style that he was happy because he was superficial.

Michael Ignatieff, Isaiah Berlin - A Life

2 comentários:

jlf disse...

Daí, segundo creio, a "insustentável leveza" e felicidade dos pobres de espírito...
Ou não será?

jl

jlf disse...

Exprimi, de facto, uma percepção errada no respeitante a Isaiah Berlin.
Noutro registo, sim, faria sentido o meu comentário.
Claro que um atento filósofo dá logo pela tremenda gafe!
E note-se que nos tais pobres de espírito não incluo, apenas, aqueles que resultarão de uma leitura bíbica da expressão.
É que esta já atingiu, creio, um sentido civil, mais abrangente.
(Será que me fiz entender?)

jl