03 outubro, 2008

ÉTICA E FILOSOFIA POLÍTICA

Um médico que sabe muito de medicina é melhor médico do que um outro que sabe muito menos de medicina. Só que, se isto for verdade, um médico que intencional e conscientemente, faz alguém adoecer, será melhor médico do que um outro que, querendo curar um doente, comete uma falha grave e acaba por levá-lo à morte. Este problema é colocado por Platão no Hipias Menor, não sem algum embaraço.
Quem acaba depois por deitar alguma água na fervura será Aristóteles. No livro VI da Ética a Nicómaco estabelece uma distinção entre os pontos de vista técnico e moral.
Assim sendo, o melhor médico não será apenas o que sabe muito de medicina. Terá de ser aquele que sabe muito de medicina mas que usa igualmente a medicina de acordo com o que devem ser os objectivos da medicina, ou seja, contribuir para a saúde dos indivíduos.
Há pessoas, neste governo, que deviam dedicar-se um pouco à filosofia e pensar um bocadinho para que serve governar. Iriam perceber que a semelhança entre a política e a medicina é mais forte do que parece à primeira vista.

Sem comentários: