20 outubro, 2008

A PUREZA DOS CONCEITOS

Dizia Espinosa que o conceito de círculo não é redondo. O círculo tem centro e periferia mas o conceito de círculo não tem centro nem periferia.
Do mesmo modo, o conceito de cão não ladra, o conceito de crocodilo não morde, o conceito de mel não é doce.
Ora, não posso negar que tudo isto me dá um certo alento. Eu penso no conceito de português e sinto-me seguro: exclui alguns portugueses que acabei de ver no telejornal.

4 comentários:

Margarida disse...

Seráo desses que andam aos papéis, com certeza! Parabéns pela criatividade e pela capacidade de fazer gargalhar.

Uma colega

Margarida Graça

Anónimo disse...

As minhas desculpas, minha senhora, mas... Gargalhar... Isso não.

Esta pequena pérola do JR, embora perpassada por um finíssimo humor, deixa-nos de respiração suspensa: é que uma certidão de estado terminal não dá azo ao esboço, sequer, de um sorriso...
Não será assim, Margarida?
Os meus respeitos
jl

Margarida disse...

Caro jl

A pérola do JR a muitos, para além de susterem a respiração, fará ainda gelar. A mim, pelo humor surpreendente e inesperado, a cada parágrafo, para além de também me reter a respiração, na expectativa do que virá a seguir, deixa-me a gargalhar de satisfação, por verificar que ainda há portugueses em Portugal que põem a nu a cegueira de muitos, usando tão só a "intelligentsia". É por isso que continuarei a ler as suas crónicas e, agora que descobri este cantinho, cá voltarei sempre que me for oportuno, para deixar que mais uma gargalhada anime as minhas cordas vocais.
Retribuo os respeitos
MG

José Ricardo Costa disse...

Ai Margarida, até me sinto envergonhado! Obrigado pelos piropos.

JR